domingo, 31 de janeiro de 2016

Rainha vermelha [Red queen 1], de Victoria Aveyard - Opinião


Título original - Red Queen
Saga: Red queen #1
Editora: Saída de Emergência
Sinopse: O mundo de Mare, uma rapariga de dezassete anos, divide-se pelo sangue: os plebeus de sangue vermelho e a elite de sangue prateado, dotados de capacidades sobrenaturais. Mare faz parte da plebe, os Vermelhos, sobrevivendo como ladra numa aldeia pobre, até que o destino a atraiçoa na própria corte Prateada. Perante o rei, os príncipes e nobres, Mare descobre que tem um poder impensável, somente acessível aos Prateados.
Para não avivar os ânimos e desencadear revoltas, o rei força-a a desempenhar o papel de uma princesa Prateada perdida pelo destino, prometendo-a como noiva a um dos seus filhos. À medida que Mare vai mergulhando no mundo inacessível dos Prateados, arrisca tudo e usa a sua nova posição para auxiliar a Guarda Escarlate - uma rebelião dos Vermelhos - mesmo que o seu coração dite um rumo diferente.
A sua morte está sempre ao virar da esquina, mas neste perigoso jogo, a única certeza é a traição num palácio cheio de intrigas. Será que o poder de Mare a salva... ou condena?


Opinião:
A minha estreia com esta autora deveu-se a uma leitura conjunta num grupo do GR do qual sou membro integrante. A vontade de ler o livro já era grande, devido a todo o "falatório" e ao meu especial interesse na sinopse e género literário contudo devido à falta de tempo, estava no meu "monte TBR" (to be read). Gosto de participar em leituras conjuntas e tendo sido esta a obra seleccionada para o presente mês, foi o empurrãozinho que faltava para lê-la agora.
Como já devem ter calculado pela baixa taxa de publicações, tenho tido pouca disponibilidade. É verdade que tenho umas opiniões em atraso, mas também tenho tido pouquíssimo tempo para as minhas tão apreciadas leituras :( Esperemos que consiga contrariar esta tendência, uma vez que me dá imenso prazer partilhar convosco opiniões, ideias e sugestões de leituras.
A sociedade divide-se em Vermelhos, o povo, alguns dos trabalhadores, e os necessitados, aqueles que ao não serem aprendizes ou não estarem empregados, são recrutados aos 18 anos e vão para a guerra. Uma guerra que não é deles, mas sim dos Prateados, a elite, o topo da sociedade, os que, contrariamente aos Vermelhos, nasceram com sangue prata e habilidades.
Mare é uma Vermelha prestes a ser recrutada, mas ao cruzar-se com um estranho generoso, que lhe arranja trabalho no castelo, mal imaginou que a sua vida iria mudar drasticamente. 
Numa experiência de quase morte, Mare descobre que, inesperadamente, tem uma habilidade única. Como foi à vista de todos, a monarquia arquitecta uma história e uma falsa identidade, passando a protagonista a fingir ser filha de um general prateado assassinado e a futura esposa de um dos príncipes. A sua vida depende da interpretação do seu papel.
Paralelamente, a Mare descobre um movimento anti domínio Prateado que luta por igualdade, designado Guarda Escarlate. Ao tomar conhecimento da morte do irmão Shane pela mão dos Prateados, ela alia-se e secretamente vai vivendo uma emocionante vida dupla.
A atmosfera do livro é bastante envolvente, as personagens são interessantes e o desfecho apesar de ter situações algo previsíveis, acaba por surpreender pela maneira como decorrem alguns eventos, e como os vilões utilizam situações para seu beneficio e para a concretização dos seus planos maquiavélicos.
Algumas situações eram um bocado extremas a meu ver, num momento a Mare parecia gostar de uma personagem, pouco depois odiá-la, às vezes não sabia o que fazer, pouco depois estava imensamente segura.
Em todo o caso, um(a) vilã(o) era do nosso conhecimento e mais para o final descobrimos quem estava a ajudar verdadeiramente, e isso é sempre bom de se ler (no meu gosto) apesar de, a certa altura eu ter chegado a pensar na personagem em questão.
Apesar de notar um quê de semelhança com outra obra (o que por vezes pode acontecer, com tanta obra, parece-me difícil criar algo verdadeiramente inédito), a autora trabalhou muito bem a história e deixou-nos algo que proporciona ao leitor, um tempo de lazer bastante agradável.
Adoro ler este tipo de coisas, distopias, lutar por igualdade e pelos seus direitos como Humano, e esta obra deixou-me verdadeiramente entusiasmada, recomendo
Esta foi a primeira leitura deste género do ano, e fez parte do desafio literário de Janeiro - Literatura fantástica/Romance sobrenatural.

sábado, 23 de janeiro de 2016

A princesa e a ervilha [Conto], de Hans Cristhian Andersen - Opinião


Opinião:
Esta é a história de um príncipe que andou pelo Mundo na tentativa de encontrar uma noiva, que por sua vez teria que ser uma princesa legitima. Algumas das candidatas não eram princesas de verdade ou havia algo que não batia certo. Certa noite houve uma grande tempestade e bateram-lhe à porta, era uma mulher que afirmava ser princesa. Mas depois de tanta dúvida em relação às anteriores, a rainha decidiu fazer um teste.
Jamais me passou pela cabeça aquele teste como forma de provar se era uma princesa legitima, a sensibilidade e delicadeza da pele, especialmente daquele modo (risos)!
Este é um conto bem à moda antiga, hoje em dia não interessa se é princesa ou plebeia :p A história é curta e adequada a qualquer escalão etário.
O conto está disponível online aqui.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Desafio literário - Novos autores 2016


O desafio "Novos autores" consiste em ler autores que nunca lemos anteriormente. Eu acabei por fazê-lo em 2014 embora não constasse propriamente de um desafio, mas o ano passado fi-lo já sob a forma de desafio. Realmente desejo manter essa tendência em 2016 e como tal, aqui está o referido desafio literário.
Decidi então que irei ler pelo menos entre 8 a 10 novos autores, e proponho-me a realizá-lo durante o ano. À medida que vou lendo, venho cá actualizar com o link directo para os títulos das minhas estreias, para que possam ver a opinião.
Desafio-vos a se juntarem a mim! :)

Os meus eleitos para 2016 são:

- Victoria Aveyard - A rainha vermelha
- Marissa Meyer - Cinder
- Rick Yancey - A 5ª vaga
- Claudia Gray - A thousand pieces of you
- Maria V. Snyder - Poison study
- Terri Clark - Sleepless
- Lauren Miller - Parallel
- Gayle Forman - Se eu ficar
- Marion Chesney - A educação de Felicity
- Cate Tiernan - Book of shadows


Sempre que quiserem ver os desafios e o progresso dos mesmos, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo do nome do blogue, e serão remetidos para o seu respectivo link.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Desafio literário - Diversidade literária 2016

Olá a todos,
como já é do vosso conhecimento, o blogue tem-se centrado mais num género fantástico e romance sobrenatural, e isso deve-se apenas a serem os meus estilos preferidos :)
Então para 2016 decidi prosseguir novamente com o desafio "Diversidade literária", que me levará a ler livros de outros géneros literários.
Faço aqui um convite a quem me queira acompanhar, para se juntarem a mim neste desafio! Inclusive poderei criar eventos no facebook, que serão divulgados aqui no blogue e também na página do blogue no facebook.
Devido à falta de tempo, penso que não conseguirei ler um género literário diferente todos os meses, mas quando não mo for possível, tentarei ler de 2 em 2 meses. Por isso esta secção poderá ser alterada ao longo do tempo consoante a disponibilidade. Aceito sugestões e se preferirem posso alterar o mês do género :)
À medida que vou lendo, venho cá actualizar com o link directo para os títulos das minhas leituras, para que possam ver a opinião.
Por agora as propostas são:

Janei
ro: Literatura fantástica/Romance sobrenatural
A rainha vermelha, de Victoria Aveyard

Fevereiro: Romance 
Attachments, de Rainbow Rowell

Março: Ficção cientifica
A 5ª vaga, de Rick Yancey

Abril: Distopia
Golden son, de Pierce Brown

Maio: New adult 
Maybe not, de Colleen Hoover

Junho: Suspense ou mistério
Antes de adormecer, de S.J. Watson

Julho: Romance contemporâneo
Se eu ficar, de Gayle Forman

Agosto: Romance histórico
A educação de Felicity, de Marion Chesney

Setembro: Retelling
The sleeper and the spindle, de Neil Gaiman

Outubro: Young adult
Anjos caídos, de Lauren Kate

Dezembro: livre
Redimida, de P.C. Cast e Kristin Cast


Sempre que quiserem ver os desafios e o progresso dos mesmos, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo do nome do blogue, que serão remetidos para o seu respectivo link.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

RIP Alan Rickman



É com muito pesar que nos despedimos do actor que deu vida a um dos nossos personagens mais intrigantes e adorados, Alan Rickman.
O actor que para muitos ganhou maior visibilidade devido à saga Harry Potter, ao interpretar o professor de Poções Severus Snape, perdeu a vida hoje, numa batalha que vinha a travar contra o cancro.
Para sempre permanecerá nas nossas memórias, pela sua excelente contribuição na saga que crescemos a ler.

R.I.P. Descanse em paz. :(














E agora uma das cenas e falas mais marcantes da sua personagem:





Always in our hearts. RIP ϟ

domingo, 10 de janeiro de 2016

Desafio literário - Desafio das cores 2016



Olá leitores, 

o ano passado enquanto estava na internet deparei-me com um desafio que relacionava livros com cores, aderi e gostei tanto que irei novamente fazê-lo :)
O desafio consiste em ler nove livros, estando cada um relacionado com uma cor, quer seja integrante do título do livro ou sendo a cor dominante na capa.
O desafio foi proposto por um blogue estrangeiro e assim que o vi, soube que tinha que realizá-lo! Só que modifiquei alguns exemplos sugeridos e fiz uma alteração na alínea 9, antes dizia apenas um livro com palavra que implica cor, adicionei a opção uma capa que implica cor.

Sendo que a cor terá que ser uma palavra integrante do título do livro ou a cor dominante na capa, as categorias são:


1 - um livro com azul ou tons relacionados (ciano, azul marinho, turquesa...)

Deadfall, Anna Carey

2 - um livro com vermelho ou tons relacionados (cor de vinho, carmesim, borgonha...)

Rainha vermelha, Victoria Aveyard

3 - um livro com amarelo ou tons relacionados (limão, dourado...)

Poison study, Maria V. Snyder

4 - um livro com verde ou tons relacionados (lima, esmeralda...)

Rainha, Amanda Hocking

5 - um livro com castanho ou tons relacionados (avelã, chocolate...)

Brown bear, brown bear, what do you see?, Bill Martin Jr.

6 - um livro com preto ou tons relacionados (carvão, ébano...)

Golden son, Pierce Brown

7 - um livro com branco ou tons relacionados (pérola, marfim...)

Maybe not, Colleen Hoover

8 - um livro com outra cor qualquer ainda não mencionada (rosas, arroxeados, laranjas, prateados, cinzas...)

Sleepless, Teri Terry (rosa)

9 - um livro com uma capa ou palavra que implica cor (arco-íris, riscas, xadrez, às bolinhas, estampado, pálido, sombreado...)

The book of shadows, Cate Tiernan


Notas:

Qualquer livro é válido de Janeiro a 31 Dezembro.
É possível que livros deste desafio constem de outros.

À semelhança dos outros desafios, à medida que vou lendo vou actualizar com o link directo para os respectivos títulos, para que possam ver a opinião. 


Sempre que quiserem ver os desafios e o seu progresso, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo
do nome do blogue.

sábado, 9 de janeiro de 2016

2016 Desafio literário Janeiro - Literatura fantástica/Romance sobrenatural

Olá a todos!
Faço aqui um convite aos que partilham o gosto por leitura. Tal como no ano transacto, iniciamos o ano novo com um desafio literário para Janeiro, que integra o desafio Diversidade literária:

uma maratona mensal relativa à literatura fantástica/Romance sobrenatural


Podem ler qualquer título, desde que seja restrito às referidas categorias. Pode ser lido um livro apenas, vários diferentes, ou mesmo uma saga, a escolha é vossa meus amigos!
No final do mês podemos discutir ideias, podem partilhar as vossas opiniões e podem também fazer sugestões para futuras leituras. Adiram e convidem os vossos amigos :)



Planeio ler:
- A rainha vermelha


Sempre que quiserem ver os desafios e o progresso dos mesmos, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo do nome do blogue, que serão remetidos para o seu respectivo link.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Um romance [Conto], de Rui Zink - Opinião

Opinião:
O primeiro conto do ano demarca a minha estreia com o autor Rui Zink, e à semelhança de alguns anteriores, é também um integrante da Biblioteca digital DN.
O conto "o romance" dá-nos a conhecer a Carolina e o Artur, durante um jantar ao qual o autor "assistiu". Ao estar posicionado numa mesa próxima, o autor inadvertidamente acabou por ouvir a conversa e acabou por deduzir alguns outros aspectos.
Carolina, uma mulher linda que nunca esteve ao alcance do Artur até aquele momento. Conheciam-se de vista mas jamais foram próximos, até que vários anos mais tarde reencontraram-se na rua, e combinaram marcar algo.
Ao acompanharmos o desenrolar da história, entendemos o que os levou ali e o porquê de estarem naquele momento da vida, entendemos os seus desejos e as vontades.
Achei que o desfecho iria ser diferente, mais um caso do famoso dito "não se pode julgar o livro pela capa". Achei o conto razoável, em compensação, gostei muito da personagem feminina, para a década de 80, uma mulher forte, decidida, com fibra e que sabe o que quer. 
O conto está disponibilizado online aqui.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Desafio literário - 12 meses, 12 contos portugueses [2016]


O desafio "12 meses, 12 contos portugueses" surgiu o ano passado com o intuinto de divulgar autores portugueses, no formato de conto.
Tal como o nome sugere, a cada mês do ano será lançada uma opinião acerca de um conto lido por mim. À partida, serão contos que foram disponibilizados gratuitamente online pelos próprios autores, pelo que indicarei o link na página da respectiva opinião. 
À medida que vou lendo, venho cá actualizar com o link directo para os títulos dos contos, para que possam ver a opinião. :)

Janeiro - Um romance de Rui Zink
Fevereiro - Cidade líquida de João Tordo
Março - A filha da peste de Carina Portugal
Abril - O vizinho do 4-B de Ricardo Dias
Maio - O lago de Pedro Cipriano
Junho - Sortilégio, feitiço e magia de Carina Portugal
Julho - Rosto de mulher de Inês Montenegro
Agosto - Dama polaca voando em limusine preta de Lídia Jorge
Setembro - A moeda de Gonçalo M. Tavares
Outubro - O homem que existia demais de Possidónio Cachapa
Novembro - O pinheiro de Natal de Pedro Cipriano
Dezembro - O nascimento de Cristo, de Manuel Maria Barbosa du Bocage

Mais uma vez, o progresso dos desafios será passível de acompanhamento, basta clicar no separador Desafios literários e seleccionar o pretendido.