sábado, 31 de dezembro de 2016

[2016] Balanço leituras 2. semestre

Meus caros leitores,
aqui vos deixo o balanço de leituras do segundo semestre de 2016. Como se pode observar, alguns meses foram mais produtivos do que outros.
De um modo geral, gostei destas leituras e a maioria acho que vale a pena ler. Alguns livros tiveram uma adaptação cinematográfica porém não tive oportunidade de ver todos. O que acharam dos filmes, estão relativamente fiéis? 
Eu absolutamente adorei o filme Fantastic beasts and where to find them, está fenomenal! Só tenho pena que a criançada vai conhecer o termo "no mag" em vez do bem conhecido "muggles"...Seja como for, irá marcar uma outra geração.


Julho





Agosto







Setembro






Outubro





Novembro




 
     


Dezembro







  

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

No-one ever has sex on a tuesday, de Tracy Bloom - Opinião

Título original - No-one ever has sex on a tuesday
Sinopse: Never has a late-night stand led to such chaos!
Childhood sweethearts Matthew and Katy agree they must never see each other ever again after they end up in bed together following a school re-union.
So all is forgotten...until eight months later when a shock meeting at an antenatal class forces them to confront the fact that Matthew could be the father of Katy's baby. Oblivious to the mayhem unfolding, Matthews highly strung wife frets over giving birth to twins and Katy's much younger boyfriend refuses to take fatherhood seriously.
Love and life are messy but Katy and Matthew take things to a whole new level as deep emotions begin to resurface and hormones run riot.
How will they navigate their way through this almighty pick-up?


Opinião:
Katy uma mulher bem sucedida de 36 anos, tem uma boa vida. Ao ter uma decepção amorosa no primeiro ano de faculdade, decide que jamais a sua felicidade irá depender de outros. Então vive a vida, ao seu ritmo, ao seu modo, sem grandes compromissos. 
As coisas complicam-se quando descobre estar grávida, sem saber ao certo quem é o pai da criança, o namorado Ben, 8 anos mais jovem ou o antigo namorado do liceu, Matthew. Esta é uma situação que nunca esperou acontecer, mas agora vai ter que lidar.
A protagonista tem uma personalidade própria, diferente do que tenho lido, anda a caminho dos 40 mas comporta-se como se estivesse com cerca de 20 anos, é bruta e um bocado "sêca", dá importância ao uso de roupas de marca e a ter uma vida social mais ligada à paródia. Em algumas situações achei-a egoísta até, mas talvez tenha sido devido a ter sido magoada.
Nem imagino o que deve ser passar pela chocante notícia de descobrir uma gravidez inesperada, sobretudo estando numa relação meio "desligada" sem grandes compromissos e sem saber ao certo o que o namorado pensa sobre ter um filho. Acredito que deve assustar e deixar a pessoa um pouco abalada, especialmente quando há dúvida em relação à paternidade.
Ben é o típico jovem mas agora o Matthew é mais complicado. O homem perdeu-se com o passar do tempo, tendo sido moldado consoante os desejos da sua esposa. Ao estar com Katy ele revive uma época diferente e feliz, sem preocupações, revive quem foi e gostava disso. Agora ele só tem obrigações, responsabilidades e uma mulher controladora e obcecada.
Ambos querem o bem de Katy mas apesar da aparente formação de triângulo amoroso, há apenas uma questão que tem que ser respondida (quem a Katy ama) e apenas uma escolha.
Este é o segundo livro de Tracy Bloom que leio e achei ambos divertidos. Ambos "stand alone", de fácil leitura e com situações hilariantes, se bem que prefiro o Mulher solteira procura vingançaNão era bem o que eu estava a pensar mas ainda assim proporcionou momentos agradáveis de lazer.

domingo, 25 de dezembro de 2016

Feliz Natal 2016

Olá gente,
quero desejar a todos um feliz e santo Natal, que tenham saúde e alegria, e que estejam rodeados por aqueles que vos são mais queridos!
Beijinhos

- A administração,
Bioquímica da Leitura

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Êxtase [Fallen 4], de Lauren Kate - Opinião

Título original - Rapture
Saga: Anjo caído #4 / Fallen #4
Editora: Planeta
Sinopse: O céu está negro com asas…
Como areia caindo numa ampulheta o tempo está a fugir para Luce e Daniel. Para deter Lúcifer de apagar o passado, têm de descobrir o sítio onde os anjos caíram. Forças negras estão atrás deles e Daniel não sabe se é capaz de levar a cabo a missão. Juntos enfrentarão uma batalha épica que acabará com corpos sem vida… e pó de anjos. Grandes sacrifícios serão feitos. Corações irão ser destroçados.
Mas de repente Luce sabe o que vai acontecer. Para ela significa ficar com outra pessoa que não Daniel. A maldição com que nasceu estará sempre com ela e o amor está fora de questão. A escolha que faz neste momento é a única que de facto interessa.
Na luta por Luce quem vencerá?
Êxtase é a espantosa conclusão da série Anjo Caído.
O céu não pode esperar mais!

Opinião:
Lúcifer quer trazer os anjos directamente da queda para o presente, eliminando assim todo o passado. Os protagonistas e amigos estão num contra-relógio para descobrir o local da queda dos anjos e travar o maligno. Nesta fase, alianças são formadas mas também muitos são os que se opõem aos anjos.
Uma batalha avizinha-se mas ainda há muitas lutas pelo caminho e mistérios por desvendar. O tempo está a esgotar-se, terá Luce capacidade para fazer o que é esperado, quando ela nem imagina o que será? 
Tendo o segundo volume sido um bocado "seca", a autora conseguiu dar a volta e superar-se nos dois volumes subsequentes. Foi uma verdadeira montanha russa de eventos, revelações e sentimentos, gostei imenso desta saga como um todo e recomendo.
Por fim, o desfecho para a saga Anjo caído, a qual me encantou este ano (porque só este ano decidi tirá-la do meu monte TBR, ao vislumbrar aquele trailer fantástico!). Depois de um longo e penoso percurso, a Lucinda finalmente toma consciência e tem a dádiva do auto conhecimento! Todas as peças do puzzle encaixam, tudo faz sentido e uma escolha ainda tem que ser feita no final de contas.
Após tanto lutarem pelo seu amor, a maldição finalmente foi quebrada e tivemos uma verdadeira sensação de desfecho. Apesar de não ser exactamente o que eu estava a pensar, os pombinhos ficam juntos sem "reacções incendiárias" desta vez!
Foi excepcional a história da origem do mal, do que influenciou algumas decisões, da origem do amor e finalmente tomar conhecimento de como os pombinhos apaixonaram-se! Não estava nada à espera dessa história e agradou-me imenso.
Não quero estar a fazer grandes revelações por isso fico-me por aqui, e afirmo a minha vontade de ler outros volumes relacionados com a saga, bem como de ir ver a adaptação cinematográfica, que espero estar bem fiel à obra. :)

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

A menina do mar, de Sophia de Mello Breyner Andresen - Opinião

Título original - A menina do mar
Sinopse: Tendo a praia como cenário, este conto revela-nos uma história de amizade entre um rapaz e a Menina do Mar. Cada um vive no seu mundo, o rapaz na terra e a menina no mar, mas a curiosidade de ambos leva-os a querer partilhar essas diferenças: a menina fica a saber o que é o amor, a saudade e a alegria; o rapaz aceita viver com ela no fundo do mar.
A Menina do Mar é o primeiro conto de Sophia para a infância e foi editado, pela primeira vez, em 1958.


Opinião:
Um menino estava na praia e intrigado para saber a origem de um barulho, depara-se com alguns animais marinhos e uma menina pequena. Ao falarem, ela diz-lhe que é a Menina do Mar e ficam amigos.
Curiosos acerca do mundo, fica a promessa dele levar-lhe a conhecer o meio terrestre mas são impossibilitados pela Raia.
A primeira vez que li esta obra, já tem imensos anos mas voltei a ler à conta do desafio ler um livro de um autor português.
Este livro é uma pequena história dirigida principalmente ao público infantil, sendo recomendada pelo Plano Nacional de Leitura do 5º Ano de Escolaridade.
Aqui ficam implícitos valores como a amizade, a coragem, e numa outra instância, o amor e até onde somos capazes de ir pela pessoa amada. Naquela altura julgo que ninguém da turma tinha esta noção (risos) mas lembro-me de acharmos uma história relativamente interessante.
Aconselho a leitura desta obra de um dos nomes que marcou a literatura portuguesa.

domingo, 18 de dezembro de 2016

[2016] TBR Jar Challenge 14

Boa tarde,
é com alegria que venho cá anunciar o tópico final do meu desafio TBR jar challenge de 2016. Sei que comecei tarde mas enfim, foi possível ir aos poquinhos avançando e agora só sobrou este. Se mais demoras, o último papel foi...



* Ler um livro retirado aleatoriamente da estante

*Challenge accepted!*


Para ver o progresso dos desafios, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo do nome do blogue, que serão remetidos para o seu respectivo link.

Fantastic beasts and where to find them, de J.K. Rowling - Opinião

Título original - Fantastic beasts and where to find them
Sinopse: A copy of Fantastic Beasts & Where to Find Them resides in almost every wizarding household in the country. Now Muggles too have the chance to discover where the Quintaped lives, what the Puffskein eats and why it is best not to leave milk out for a Knarl.
Proceeds from the sale of this book will go to Comic Relief, which means that the pounds and Galleons you exchange for it will do magic beyond the powers of any wizard. If you feel that this is insufficient reason to part with your money, I can only hope that passing wizards feel more charitable if they see you being attacked by a Manticore.

- Albus Dumbledore


Opinião:
Não foi há muito tempo que saiu a adaptação cinematográfica com o mesmo título desta obra, apenas o mês passado, porém fiquei encantada. Não só por voltar a ter um vislumbre do universo Harry Potter, o qual cresci a ler, mas também para voltar a experenciar algo verdadeiramente fantástico. Aqueles efeitos estão extraordinários e os animais são algo incrível, a autora volta novamente "a dar cartas" no que diz respeito à criatividade.
Então eu meti na cabeça que ia ler este livro ainda antes do ano terminar, resolvi lê-lo para o desafio: ler um livro de um autor europeu.
Estamos perante um livro que tem uma primeira parte inicial que estabelece as categorias no qual foram divididas as espécies e uma série de noções ligadas a legislação, entre outros, seguida por um glossário das diversas espécies de animas/criaturas mágicas conhecidas pelos feiticeiros. 
Para cada animal, existe uma descrição do mesmo, onde poderão ser encontrados, bem como a classificação de acordo com uma escala do grau de perigo.
Um facto engraçado acerca desta obra é que tem notas, como se fosse escrito à mão,  pelo nosso querido Harry (talvez do Ron também) e são na verdade, bastante engraçadas, fazendo piadas acerca do carinho especial que o Hagrid tem por "animais potencialmente perigosos" (risos).
Uma outra coisa que apreciei foi o prefacio da autoria de Dumbledore, uma das personagens mais queridas. A cada livro e na verdade anos mais tarde, a cada filme, esperava sempre para me deparar com a que seria a frase marcante do director de Hogwarts.
Foi uma leitura rápida, que recomendo principalmente a leitores do Harry Potter. 

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

[2016] TBR Jar Challenge 13

Alo alo,
para o 13.º tópico do TBR jar challenge a proposta é....



* Ler um livro de um autor europeu

*Challenge accepted!*


Para ver o progresso dos desafios, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo do nome do blogue, que serão remetidos para o seu respectivo link.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

A bola e o goleiro, de Jorge Amado - Opinião

Título original - A bola e o goleiro
Sinopse: Jorge Amado cria uma inusitada história, com personagens não menos característicos; a bola e o goleiro, peças centrais do momento máximo do futebol, o gol. O livro conta a história da bola Fura-Redes, a mais disputada por todos os grandes jogadores, e o goleiro Cerca-Frangos, considerado a vergonha da profissão. Após o encontro dos dois, algo inusitado acontece. A bola se apaixona por seu principal inimigo. E apesar de entrar nas traves de todos os outros goleiros, Fura-Redes se recusa a desmoralizar seu amor. A partir disso, a carreira do maior engolidor de frangos da história, Bilô-Bilô, muda da água para o vinho. Finalmente, ele experimenta o doce sabor do sucesso.

Opinião:
Para o tópico do desafio TBR jar challenge * Ler um livro de um autor que não seja europeu nem norte-americano, optei por um autor brasileiro, Jorge Amado.
A bola mais disputada de todos os tempos encontra-se com o pior guarda-redes de sempre, e apaixonam-se. O amor é tão grande que ela produz uma mudança significativa na vida dele.
Trata-se de um livro infantil que aborda o amor como um laço entre diferentes "espécies". Neste caso entre uma bola de futebol (Fura-Redes) e um guarda redes (goleiro). Eu sei, é bastante inesperado mas uma vez que o público alvo são crianças até que achei fofo.
É uma história curta, de fácil compreensão, e mostra-nos o valor do amor. O guarda-redes não era um bom profissional mas após cruzar-se com a Fura-redes, ela ia sempre de encontro aos seus braços e então ele passou a defender sempre, e juntos venciam tudo. Uma lição sobre o poder do amor.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

[2016] TBR Jar Challenge 12

Boa noite, o papel do TBR Jar Challenge número 12 foi o seguinte...


* Ler um livro de um autor que não seja europeu nem norte-americano

*Challenge accepted!*


Para ver o progresso dos desafios, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo do nome do blogue, que serão remetidos para o seu respectivo link.


Rise [Eve 3], de Anna Carey - Opinião

Título original - Rise
Saga: Eve #3
Sinopse: How far will you go when you have nothing left to lose?
When she lost her soul mate, Caleb, Eve felt like her world had ended. Trapped in the palace, forced to play the part of the happy, patriotic princess of The New America—and the blushing bride of her father's top adviser—Eve's whole life is a lie. The only thing that keeps her going is Caleb's memory, and the revolution he started.
Now, Eve is taking over where Caleb left off. With the help of Moss, an undercover subversive in the King's court, she plots to take down The New America, beginning with the capital, the City of Sand. Will Eve be able to bring about a new, free world when she's called upon to perform the ultimate act of rebellion—killing her father?

In Rise, Eve must choose who to leave behind, who to save, and who to fight as Anna Carey's epic tale of romance and sacrifice in the chilling dystopia of The New America comes to a stunning conclusion.

Opinião:
É agora ou nunca! Os rebeldes querem libertar o povo do controlo do rei da Nova América, e acabar com os actos a que os jovens órfãos são submetidos, bem como impor um regime democrático no qual o povo elegerá o presidente. 
[Contém spoilers]
As coisas não estão a correr como planeado. Além de ter de cumprir deveres de princesa, a Eve aceitou casar-se com Charles para que Caleb fosse libertado. Porém a notícia da sua morte no dia do casamento atinge-a forte e feio. Nada parece mais ter sentido, até que Moss contacta-a com o plano do assassinato do rei.
Está tudo delineado mas uma notícia inesperada coloca tudo em perspectiva e é preciso agir rapidamente. Será ela capaz de fazer o necessário agora que outras vidas depedem dela?
Como vocês sabem, estava a ser difícil para mim a leitura da saga. Quando terminei o primeiro volume fiz uma pausa prolongada uma vez que não estava a gostar lá muito. Porém retomei a leitura e por fim acabei a saga, que fez parte do meu desafio trilogia de 2016. 
Tanto se passou, foi muita emoção e acção, inclusive houveram duas mortes inesperadas, sendo que uma delas mexeu com a trama. Entretanto eu fiquei "espera lá então como é daqui para a frente?" 
A história teve uma grande reviravolta no enredo que mais parecia que tinha dado um nó. Isto deixou-me verdadeiramente curiosa e com vontade de ver no que ia dar. 
A Eve cresceu muito no sentido que amadureceu, revelando-se uma pessoa (ainda mais) forte, valente e nobre. Ela tinha um fardo pesado e decidiu aceitar o seu papel na rebelião, não porque o seu pai era um tirano que a controlava, mas sim porque faria diferença na vida de milhares de pessoas.
No meio de tanta dor, agradou-me que a Beatrice tivesse encontrado a sua filha e que a Eve e a prima tivessem ficado aliadas, companheiras e amigas de verdade. Também gostei que tivessemos tido um pouco mais de contacto com as amigas de infância da Eve, apesar das circunstâncias, e gostei das mostras de altruísmo.
Não gostei que o final tivesse sido, digamos "apressado" pois acaba após uma informação crucial e eu como leitora, gostaria de ter lido a sequência da descoberta (não quero dar spoilers mas não podia deixar de referir isto).
De uma forma geral, a história agrada como um todo por isso não custa muito dar uma oportunidade.

sábado, 10 de dezembro de 2016

Redimida [HoN 12], de P.C. Cast e Kristin Cast - Opinião

Título original - Redimeed
Saga: A casa da noite #12 / House of night #12
Editora: Saída de Emergência
Sinopse: Zoey Rebdird está em perigo. Isolada dos seus amigos, a jovem está determinada a encarar o castigo que merece – mesmo que tal signifique que o seu corpo rejeite a mudança e comece a definhar. Só o amor dos que lhe são próximos poderão salvá-la do vazio do seu espírito, mas um mal terrível emerge das sombras, mais poderoso que nunca…
Neferet fez-se finalmente conhecer perante os mortais, coroando-se de Deusa Negra e preparando-se para escravizar todo o mundo. Os vampyros da Casa da Noite trabalham com a polícia reagrupando os recursos que possuem, mas nada parece suficiente para vencer Neferet – a não ser que o vampyro que manipule os elementos possua também o dom de manusear Magia Antiga. Somente Zoey Redbird é herdeira de tal poder… mas devido às consequências de ter usado Magia Antiga no passado, Zoey não pode ajudar ninguém. Neste último romance da série Casa da Noite terá lugar a batalha épica entre a Luz e a Escuridão – a batalha que definirá quem será redimido… ou quem ficará perdido para sempre.


Opinião:
Com uma sinopse destas, palavras para quê? Não quero de alguma maneira dar "spoilers" mas certos aspectos não posso deixar de comentar. 
Finalmente, o tão aguardado volume final de uma das minhas sagas favoritas! A espera foi longa e custou esperar tanto para ver no que dava. Nem todos os livros foram espectaculares mas o panorama geral foi. A história, as personagens, os laços entre si, a cultura, as habilidades e todo o universo idealizado pelas autoras foram extremamente cativantes, e adorei mergulhar neles. Sem dúvida uma saga que deixou a sua marca.
Por outro lado, confesso que depois desta saga a vontade de acompanhar outras que tenham muitos volumes...é pouca. É complicada a espera e depois se tornar-se em algo que não me agrade, ficarei desmotivada (desinteressada, "despachorrenta"...).
Do início ao fim, surpreendi-me, fiquei irritada, fiquei triste, fiquei curiosa, empolgada, ri, chorei e mais um monte de sensações que a leitura despertou em mim. Fiquei maravilhada quando ouvi falar da adaptação cinematográfica mas nunca mais soube de nada (pelo que não sei se vai dar em algo).
Seja como for, vou querer continuar a acompanhar o trabalho da P.C. Cast, principalmente, pois também me agrada bastante a saga Chamamento da deusa (Goddess summonings). 
Neste último livro não notei que as autoras estivessem a "enrolar", foi mais preciso e a narrativa foi pautada por mais momentos de acção e eram mais dirigidos em vez de dispersos. Gostei do rumo que a história tomou mas por um momento achei que o destino do Heath ia ser diferente. 
Agradou-me imenso a redenção, a honestidade e o verdadeiro arrependimento. A aceitação de consequências como uma coisa que define o carácter. A recompensa no pós vida, no outro mundo. Foi triste mas muito bonito, levou-me às lágrimas! 
Foi um bonito desfecho, deixou-me muito satisfeita. Vai deixar saudades, aconselho vivamente :)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

O nascimento de Cristo, de Manuel Maria Barbosa du Bocage - Opinião

Opinião:
Para finalizar o ano, tinha em mente fazer uma leitura relacionada de alguma forma com a época natalícia. Então lancei-me numa pesquisa temática. 
Foi com algum espanto que deparei-me com um texto de Manuel Maria Barbosa du Bocage, ou como é mais conhecido, apenas por Bocage, famoso poeta português (controverso por vezes) que viveu no século XVIII.
Não é do meu hábito ler poesia, porém este curto texto, um soneto, refere-se ao Natal e a Cristo, pelo que optei por ler. Aproveitei que era de um autor português e conclui assim o desafio 12 meses, 12 contos portugueses
Pelo que entendi, numa fase inicial o autor está em sofrimento então em seguida pensa na vida de Cristo e pelo que passou, referindo o nascimento e a morte, o que faz atenuar a sua própria dor, em comparação. 
In: Contos de Natal Portugueses, disponível online aqui (pdf).

Brown bear, brown bear, what do you see?, de Bill Martin Jr. - Opinião

Título original - Brown bear, brown bear, what do you see?
Sinopse: Children see a variety of animals, each one a different color, and a teacher looking at them.

Opinião:

No decorrer deste ano, propus-me novamente ao desafio das cores contudo tive alguma dificuldade com a cor castanho (brown). Fiz uma pesquisa relacionada e deparei-me com este título, pelo que fui em frente e li-o.
Este é um livro infantil bastante prático pois associa imagens, na sua maioria animais, a diversas cores, gerando estímulos visuais que permitem associar o nome da cor à (própria) cor em si.
Considero esta obra um bom livro para se ler quando é aquela hora de deitar os mais pequeninos. É também ideal para crianças que estão na fase de aprendizagem da leitura, uma vez que tem alguma repetição no texto e acaba por ser curto e relativamente fácil, com palavras que não são extensas e são vulgarmente usadas no quotidiano.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

The betrayal of Natalie Hargrove, de Lauren Kate - Opinião

Título original - The betrayal of Natalie Hargrove
Sinopse: A steamy Southern beauty makes one fatal mistake
Natalie Hargrove would kill to be her high school's Palmetto Princess. But her boyfriend Mike King doesn't share her dream and risks losing the honor of Palmetto Prince to Natalie's nemesis, Justin Balmer. So she convinces Mike to help play a prank on Justin. . . one that goes terribly wrong. They tie him to the front of the church after a party - when they arrive the next morning, Justin is dead.
From blackmail to buried desire, dark secrets to darker deeds, Natalie unravels. She never should've messed with fate. Fate is the one thing more twisted than Natalie Hargrove.
Cruel Intentions meets Macbeth in this seductive, riveting tale of conscience and consequence.

Opinião:
Li este livro de modo a cumprir mais um tópico do TBR jar challenge: * Ler um livro de um autor que já li mas noutro registo. Passei de fantasia para romance contemporâneo julgo.

Estamos perante a rapariga popular que quer ser a princesa do liceu e do baile. Na corrida pelo título masculino está o seu namorado Mike e o colega J.B., mas ela quer que o seu par seja também o príncipe. Fica evidente que há qualquer tipo de passado entre a Natalie e o J.B. e devido a isso ela rivaliza com ele.
No dia da festa de mascarados, excessos são cometidos e uma brincadeira vai longe demais, resultando na morte do J.B.. A partir daí, a vida perfeita começa a entrar "em declive" à medida que a realidade torna-se dura.
Este livro li entre o volume 3 e o 4 da saga Fallen, achei que seria um bom intervalo mas mantendo a mesma autoria. É claro que não tem nada a ver mas a piada estava aí mesmo. Algumas semelhanças que encontrei foram: o protagonismo é feminino, o cabelo dela é escuro bem como os olhos, e a obra enquadra-se em "young adult" também, o que não é mau, gosto imenso. 
De um modo geral, o livro é interessante, lemos acerca de até onde as pessoas estão dispostas a ir para ocultar acções, manter aparências e fingir que "não é nada com elas". Por outro lado, achei parva aquela conversa toda sobre ser a princesa da escola e a importância que lhe era atribuída, e ainda mais após a morte do colega. Foi um bocado sem noção.
Um aspecto que captou a minha atenção foi a colega Tracy que era algum tipo de vidente. No início achei que era só fama, mas as coisas realmente começaram a encaixar. Só não esperava que o sentido da profecia fosse literal então espantou-me um pouco aquele final. Sempre pensei que fosse algo do tipo cair em desgraça devido à divulgação do vídeo da festa.
Enfim, foi uma leitura rápida mas que deu um pouco que pensar.

domingo, 4 de dezembro de 2016

[2016] TBR Jar Challenge 11

Com o ano a terminar, quis lançar mais desafios simultâneamente então aqui fica outro.




* Ler um conto

*Challenge accepted!*


Para ver o progresso dos desafios, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo do nome do blogue, que serão remetidos para o seu respectivo link
.

[2016] TBR Jar Challenge 10

Olá minha gente,
vim cá após tirar outro papel do meu TBR Jar challenge. Desta vez o que me calhou foi...


* Ler um livro de um autor que já li mas noutro registo (exemplo: outro género literário ou para diferente faixa etária)

*Challenge accepted!*

Para ver o progresso dos desafios, basta ir ao separador Desafios literários, logo abaixo do nome do blogue, que serão remetidos para o seu respectivo link.

Feitiços [Wings 2], de Aprilynne Pike - Opinião

Título original - Spells
Saga: Wings #2
Editora: Contraponto
Sinopse: Seis meses após ter salvaguardado a terra onde se encontra o portal de Avalon, Laurel tem de regressar ao reino das fadas para passar o Verão, a fim de aperfeiçoar as suas habilidades como fada do Outono. Contudo, a família e os amigos ainda se encontram em risco – e a entrada para Avalon está em perigo, agora mais do que nunca.
No momento em que impreterivelmente tem de proteger aqueles que ama, Laurel tem de aliar os seus dotes feéricos ao que há de humano em si para conseguir combater o inimigo. Nesta batalha, irá Laurel pedir ajuda a David, o seu namorado humano? Ou recorrerá ao magnetizante Tamani, por quem sente uma atracção irresistível? E será o coração de Laurel feérico, ou já demasiado humano?


Opinião:
Fiquei imenso tempo ser ler a continuação e quando decidi pegar neste volume, apercebi-me que não me recordava de muita coisa. Porém quanto mais lia, mais entrava no clima e as coisas foram voltando.
Este título serviu também como integrante do desafio Faerie do presente ano.
Depois de descobrir a sua herança genética e sua verdadeira natureza, a Laurel é chamada a comparecer em Avalon para ter aulas no verão. 
É imperativo que ela estude e que desenvolva capacidades que são essenciais a fadas de Outono, pelo que também permitirão auto defesa. Os trolls ainda têm interesse no portal e sendo criaturas vingativas, Laurel é efectivamente um alvo, bem como aqueles que a rodeiam.
Neste volume há indícios de triângulo amoroso mas fica evidente para que lado a balança pende. E satisfez por agora, a decisão foi boa, veremos como as coisas vão evoluir.
Quem diria que a Chelsea afinal sabe mentir e guardar um segredo? Foi um bocado engraçado. 
Gostei que finalmente a Laurel tenha sido honesta com os pais. A situação é complicada demais para estar a viver na ignorância, e além disso tornou-os mais próximos.
As descrições de Avalon são espectaculares, agradou-me imenso ler acerca do reino das fadas. É um mundo tão encantador! :)
Após ler esta obra, fiquei com a sensação que terminou um ciclo mas outro vem ai, e deverá ser mais "denso". Aconselho. 

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Once [Eve #2], de Anna Carey - Opinião

Título original - Once
Saga: Eve #2
Sinopse: When you're being hunted, who can you trust?
For the first time since she escaped from her school many months ago, Eve can sleep soundly. She's living in Califia, a haven for women, protected from the terrifying fate that awaits orphaned girls in The New America.
But her safety came at a price: She was forced to abandon Caleb, the boy she loves, wounded and alone at the city gates. When Eve gets word that Caleb is in trouble, she sets out into the wild again to rescue him, only to be captured and brought to the City of Sand, the capital of The New America.
Trapped inside the City walls, Eve uncovers a shocking secret about her past--and is forced to confront the harsh reality of her future. When she discovers Caleb is alive, Eve attempts to flee her prison so they can be together--but the consequences could be deadly. She must make a desperate choice to save the ones she loves . . . or risk losing Caleb forever.
In this breathless sequel to "Eve," Anna Carey returns to her tale of romance, adventure, and sacrifice in a world that is both wonderfully strange and chillingly familiar.

Opinião:

Quis ler mais obras da autora quando terminei a saga Blackbird, que foi incrível, então lancei-me nesta. Talvez estivesse com altas expectativas mas a verdade é que não fiquei muito interessada na saga, mesmo após terminar o primeiro e ter começado neste livro. Contudo, uma vez que tinha escolhido a saga para o desafio trilogia, optei por dar uma nova oportunidade e ver no que dava, mas não antes de um longo tempo de espera (risos). Aproveitei e cumpri outro desafio do TBR jar challenge: * Ler um livro que nunca terminei.
A jovem Eve ouve rumores de que o Caleb encontra-se não muito longe de Califia e sabendo que ele está ferido, decide ir procurá-lo junto com a amiga.
Descobrem tratar-se de uma armadilha e são capturadas pelos soldados que a perseguem por ordens do rei. As amigas são separadas, sendo que Arden é levada de volta à escola e Eve é trazida à presença do rei. 
Horrorizada com o que pensa ser seu destino de desposar o rei, a verdade é ainda mais surpreendente e daí advém consequências que não tem como se libertar.
Este volume foi melhor do que o anterior, com mais acção, emoções, novos personagens e vimos que estão mais coisas em jogo. Sem querer estar a fazer revelações aqui, a Eve fica presa ao seu destino mas ainda tem esperança. 
O conhecimento de que há rebeldes a operar também na cidade é uma lufada de ar fresco e sinal de que a mudança vem ai sob o comando de Moss. A descoberta da identidade do líder foi bem inesperada mas eficiente para dar força para a protagonista seguir em frente e aguentar firme. Veremos como a história prossegue no volume final.